Escola Fundamental do bairro Residencial São Pedro recebe o nome de “Professora Gentila Iolanda da Silva Frare”

Publicado em: 05 de dezembro de 2018

Foi aprovado, em primeira votação, o Projeto de Lei nº 109/2018, de autoria dos vereadores Adilson de Jesus (Branco); Albino Antunes (Índio); Cássio Capellari; Du Sorocaba; Gilberto Vieira e  Roberson Pedrosa (Robinho), que denomina “Prof.ª Gentila Iolanda da Silva Frare” a Escola de Ensino Fundamental localizada no bairro Residencial São Pedro/São Francisco.

Gentila nasceu São Pedro, em 1939. Aqui iniciou sua formação básica e fundamental, até que se mudou para Campinas, onde iniciou sua formação em História pela Pontifícia Universidade Católica (PUC), no ano de 1958. Durante 35 anos lecionou nas cidades de Piracicaba, Charqueada, Águas de São Pedro, Rio das Pedras, Itirapina e São Pedro. Ao se aposentar, foi convidada a ser gestora da Escola Municipal Gustavo Teixeira, cargo que exerceu de 2000 a 2008, quando se afastou para trabalhar no recém-inaugurado Museu Gustavo Teixeira.

Além da importante contribuição para a história do município, “Dona Gê”, como era carinhosamente conhecida, era poetisa e participou de diversos concursos de poesia na região, inclusive como jurada. Também atuou como membro do “Conselho Municipal de Criança e do Adolescente” e do “Conselho Municipal de Preservação e Conservação do Patrimônio Histórico de São Pedro”. Sua maior paixão era o Museu Gustavo Teixeira, e dizia que apesar da idade sentia-se na obrigação de passar conhecimento e manter viva a história entre as novas gerações, pois “um povo sem memória é um povo sem história”. Gentilda faleceu em janeiro deste ano, deixando um grande legado de amor e dedicação à história de nosso município.


Publicado por: Comunicação - CMSP

Cadastre-se e receba notícias em seu email